Loading...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

FEVEREIRO / 11



Curso Básico de Espiritismo

As matriculas continuam abertas. Não perca a oportunidade de conhecer os ensinamentos da doutrina espírita e do evangelho segundo o espiritismo.Veja nossa edição de Janeiro e obtenha todas as informações necessárias. Aguardamos voces para uma nova era do espírito.







PALESTRAS DE FEVEREIRO / 2011


03/02 - Os trabalhadores da última hora

expositor :Orlando Valência

10/02 - Ninguem pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.

expositora:Maria Suely de Godoy Costa

17/02 - Provas voluntárias:o Verdadeiro Cilício

expositora :Fabíola Fornaro

24/02 - Não Vades aos gentios. Os são não tem necessidade de médico

expositor :Marcos Yanuzzi






JESUS ENSINA AS CRIANÇAS




( do blog Evangelização 1 )




Uma das melhores coisas da nossa vida é ouvir histórias enquanto ainda somos crianças. Através delas,vamos aprendendo e os pais vão devagarinho, formando as idéias e os conceitos do futuro filho,em relação ao que é bom ou não , para ele.


A história que vamos relatar é de uma passagem de Jesus e que vai nos ensinar o quanto é importante fazer a caridade ao nosso semelhante, sem considerar raças,credos religiosos, cor de pele, idade,etc., pois,afinal somos todos irmãos em Cristo Jesus e filhos do Pai Eterno. Não devemos ter preconceitos e aceitar as pessoas como elas são. Ensina também que para adorarmos a Deus basta orar em silêncio, seja em qualquer lugar,pois, o importante é a fé em Deus e a confiança no seu auxílio divino.Na época de Jesus existiram muitos povos e na cidade de Samaria viviam os samaritanos. Esse povo era muito discriminado pelos judeus da época por motivos de que eles não seguiam as leis da Bíblia judaica ( A Torá ) e por isso os judeus nem olhavam para eles,pois consideravam-nos " inferiores ".Mas Jesus demonstra que Ele veio para todos os povos e não só para os judeus.




A SAMARITANA


Jesus e seus discípulos estavam viajando e passaram pela região da Samaria.Eles chegaram a uma cidade chamada Sicar.

Em Sicar, havia um poço de onde as pessoas tiravam água para beber. Jacó o pai dos israelitas , tinha construindo este poço há muito tempo atrás.
Era meio - dia; o sol devia estar forte e o clima quente. Cansado Jesus sentou-se ao lado do poço, enquanto os discípulos foram até a cidade para comprar comida.

Jesus ficou sózinho, mas não por muito tempo. Uma mulher que morava em Sicar veio buscar água. " Por favor, me dê um pouco de " água " - pediu Jesus.

A mulher ficou espantada e disse:" O Senhor é judeu , e eu samaritana.Então como é que o Senhor me pede água? Naquela época,os judeus e os samaritanos não se falavam.

A mulher deve ter ficado ainda mais espantada quando Jesus falou: " Se você soubesse o que Deus pode dar e quem está lhe pedindo água, você pediria, e Ele lhe daria a água da vida
A mulher respondeu: " O Senhor não tem balde para tirar a água, e o poço é fundo. Como é que vai conseguir essa água da vida?

Nosso antepassado Jacó nos deu este poço.Será que o Senhor é mais importante do que Jacó?

Então Jesus disse:Quem beber desta água terá sede de novo, mas aquele que beber da água da vida nunca mais terá sede. Porque a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água que dará a vida eterna"

Jesus pediu para a mulher chamar o marido dela." Eu não tenho marido" - respondeu a mulher.E Jesus falou:" Voce está certa ao dizer que não tem marido, pois já teve cinco,e este que voce tem agora não é , de fato, seu marido."

A mulher reconheceu que Jesus era um profeta. Ela perguntou onde ficava o lugar certo para a dorar a Deus. Se era em Jerusalém ou em Samaria.

Jesus respondeu que os verdadeiros adoradores adoravam em espírito e verdade. "Eu sei que o Messias, chamado Cristo, tem de vir, disse a mulher. " Pois eu, que estou falando com você, sou o Messias - respondeu Jesus"

Naquele momento, os discípulos chegaram. A mulher deixou seu pote ali e voltou para a cidade.Lá falou com todos as pessoas e elas foram ver Jesus e convidaram-No a ficar com eles por dois dias, pois acreditaram que Ele era realmente o Salvador do Mundo. E Jesus ficou com eles por dois dias.





ORAÇÕES

ORAÇAÕ DAS FAMÍLIAS

( autor desconhecido)

Senhor,abençoa nossas famílias!

Abençoa essa fonte geradora de cidadãos


conscientes e livres.

Abençoa os lares,para que em todos reinem

a compreensão e a harmonia
Abençoa os pais,para que sejam amor,

força e sustento para todos

Abençoa as mães,para que sejam luz, vida e ternura.

Abençoa os filhos,a fim de que possam crescer

honestos e responsáveis.
Abençoa, Senhor,as famílias que sabem partilhar
seus bens:casa,alimento,educação e saúde.
Abençoa as famílias em crise,para que apostem no diálogo e na união.

Abençoa, Senhor nosso Pai, todos nós,
para que sejamos irmãos,sem distinção de raça,cor, religião e costumes.
Enfim, que a Sagrada Família, Jesus,Maria e José, seja nossa companheira de caminhada nesta terra,
para que um dia nos encontremos, todos juntos,

na casa do Pai.




VULTOS DO ESPIRITISMO



FRANÇOIS DE FÉNELON



Um dos expoentes da Codificação Espírita


François de Salignac de La Mothe, Duque de Fénelon, nasceu no castelo da família, em Perigord,em 06 de Agosto de 1651. Desencarnaria em Cambrai a 7 de Janeiro de 1715, aos sessenta e três anos de idade.
Até os 12 anos estudou em casa, e após isso foi para a Universidade de Cahors, onde concluiria os cursos de filosofia,a que daria continuidade no Colégio Du Plessis,em Paris, dedicando-se á teologia; tinha gosto pelo latim e o grego e ensinava várias línguas. Amigo do famoso abade de Noailles, também de família nobre, alcançou os mais elevados postos na hierarquia eclesiástica francesa

Aos 15 anos de idade,foi incumbido de pregar seu primeiro sermão, com grande sucesso.

Em 1675, com 24 anos, foi ordenado no seminário de Saint-Sulpice, e ficou 3 anos como sacerdote daquela paróquia. Ensina ativamente o catecismo.

Exerceu vários cargos importantes, mas foi sempre criticado pelo modo como convertia os heréticos da época. Segue também como escritor e educador e sua primeira obra foi DeL!éducation des files, tornando-se referência para estudiosos e pedagogos.

Era muito simples, com muita doçura e caridade.
Fénelon figura na Codificação Espírita ,em vários momentos, podendo ser citado:" O Livro dos Espíritos",onde assina Prolegômenos, junto a uma pleiade de luminares espirituais. Em o "Evangelho Segundo o Espiritismo, apresenta-se em vários momentos,discursando cerca da terceira revelação e da revolução moral do homem ( cap. 1,10 ); o homem de bem e os tormentos voluntários ( Cap. V, 22 -23); a lei de amor( Cap. XI,9 );o ódio ( cap. XII, 10 )e emprego da riqueza ( cap. XVI,13). Em o " Livro dos Médiuns" figura no capítulo das Dissertações Espíritas ( cap. XXXI), 2a.parte ítens XXI e XXII )



ESPAÇO DO CHICO




OBREIROS

" Procura apresentar-te a Deus aprovado como obreiro que não tem de que se envergonhar"



- Paulo. ( II Timotéo, 2:15)


Desde tempos imemoriais, idealizam as criaturas mil modos de se apresentarem a Deus e aos seus mensageiros

Muita gente preocupa-se durante a existência inteira em como talhar as vestimentas para o concerto celestial, enquanto crentes inumeráveis anotam cuidadosamente as mágoas terrestres, no propósitode desfiá-las em rosário imenso de queixas, diante do Senhor, á busca de destaque no mundo futuro.


A maioria dos devotos deseja iniciar a viagem,além da morte, com títulos de verdade, além daquela em que nos enquadramos na condição de trabalhadores.

O mundo é departamento da Casa Divina.

Cátedras e enxadas não constituem elementos de divisão humilhante,e sim degraus hierárquicos para cooperadores diferentes.

O caminho edificante desdobra-se para todos.

Aqui, abrem-se covas na terra produtiva, ali,manuseiam-se livros para o sulco da inteligência, mas o espírito é o fundamento vivo do serviço manifestado.

Classificam-se os trabalhadores em posições diferentes, contudo, o campo é um só.

No centro das realidades, pois, não se preocupe ninguém com os títulos condecorativos, mesmo porque o trabalho é complexo, em todos os setores de ação diginificante, e o resultado é sempre fruto da cooperação bem vivida. Eis omotivo pelo qual julgamos com Paulo que a maior vitória do discípulo será a de apresentar-se, um dia, ao Senhor, como obreiro aprovado.

( Livro Pão Nosso, pelo espírito Emmanuel, psicografia de Chico Xavier)