Loading...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MAIO/2011




A Associação Espírita Beneficente Irmã Narcisa, homenageia todas as mães da terra e a todas as mãezinhas que já se encontram no plano espiritual , rogando a Deus nosso Pai Criador e á nossa Mãe Universal, Maria de Nazaré, que as envolva em muita paz,amor, gratidão de seus filhos, saudades eternas, preces de elevação e progresso moral, conforto e proteção, pois sabemos que se não fossem as mães de todo o Universo, a reencarnação dos espíritos não seria possívele nem se faria a Justiça de Deus.



É importante agradecermos todos os dias pela mãe que nos foi portadora das maiores bençãos celestiais e se possível, abracem suas mães todos os dias, pois assim elas sentirão o nosso amor , mesmo quando já não mais estiverem entre nós.


Oro com saudades pela minha mãezinha Augusta, e espiritualmente abraço-a e beijo-a, sabendo que está em paz e com Jesus! Feliz Dia das mães,minha amiga e mãe. ( sua filha Maria Suely)





ORAÇÃO DO MÊS



PARA VOCE,MÃEZINHA...

Mãezinha querida:

No seu dia abençoado, quando salões se abrem,festivos,para glorificarem seu nome,quero contar-lhe que é em voce que eu penso todos os dias.

Quando volto á casa, depois dos estudos, com os dedos manchados de tinta,penso em você para guardar meu livros e lavar minhas mãos.

Quando alguém me aborrece ou magoa, corro para voce com o desejo de ocultar-me em seu colo

Quando o dia amanhece, quero estar a seu lado e, quando o cansaço me encontra,cada noite, busco você para dormir tranquilamente.

Mãezinha, quando eu errar,não me abandone...Ampare-me nas asas doces dos seus braços e ensine-me a andar no caminho reto.

Você ainda não viu quanto aamo?Fico triste se você chora e estou alegre quando você sorri.

Por onde vou, sua imagem está sempre comigo, porque você é o anjo que Deus colocou na Terra para guiar-me os passos.

Adoro você e estou,em seu carinho, como a flor no coração amoroso da árvore.

Por isso,mãezinha querida, penso em você, não somente hoje, mas sempre,eternamente...



( Oração do espírito de Meimei, extraída do Livro Relicário de Luz, psicografia de Chico Xavier)




J E S U S



Histórias para crianças, jovens e adolescentes



" NÃO ANDEM ANSIOSOS POR COISA ALGUMA, MAS EM TUDO, PELA ORAÇÃO E SÚPLICAS, E COM AÇÃO DE GRAÇAS, APRESENTEM SEUS PEDIDOS A DEUS

( Filipenses 4:6)

Louvai a Deus, na tristeza ou na alegria


Ana ,esposa de Etanel e futura mãe do profeta Samuel, estava triste e se sentia rejeitada porque não tinha um filho


Ela orou e colocou seu problema nas mãos de Deus


O Senhor respondeu a oração dela dando-lhe um filho a quem deu o nome de Samuel.


Ana dedicou Samuel a Deus. Quando Deus respondeu á sua oração, Ana irrompeu em poesia e louvor ao Senhor.
Essa história fala sobre adoração.


Deus deseja que nós O busquemos nos bons e maus momentos. Ele compreende melhor que ninguém como nos sentimos. Nós O adoramos quando nos volvemos a Ele sempre e aprendemos a Louvá-lo em todas as situações.


( blog Escola Sabatinada da Tia Malu)







VULTOS DO ESPIRITISMO



DEOLINDO AMORIM



(23/01/1908 / 24/04/1984 )

JORNALISTA, ESCRITOR, SOCIÓLOGO E ESPÍRITA


Nasceu na Baixa Grande, interior da Bahia. Casado com Delta dos Santos Amorim, teve 3 filhos, Paulo Henrique S; Amorim ( conhecido jornalista da Rede Record); Rosa Maria A.R.Valle e Marília dos Santos Amorim.


Veio de uma família muito pobre, e católica, vindo a tornar-se presbiteriano fervoroso. Mais tarde rompe com sua igreja e converte-se ao espiritismo em 1935. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde graduou-se em Sociologia. Tornou-se um grande jornalista e, posteriormente vai trabalhar também como funcionário público.


Frequentou o Centro Espírita Jorge Niemeyer, onde entrou em contato com a doutrina espírita. Em 1939 idealizou e promoveu o I Congresso de Jornalistas e Editores Espíritas, na séde da Associação Brasileira de Imprensa,no Rio de Janeiro.


Torna-se então expositor hábil, lúcido e convincente, auxiliando os doentes do Hospital de Doentes Mentais, da Universidade do Brasil, levando idéias espíritas ao ambiente universitário não- espírita.

Colaborou com diversos órgãos do Brasil e do exterior e foi redator do "Mundo Espírita "e de Estudos Psíquicos, revista editada em Lisboa - Portugal. Colaborou no Jornal do Comércio e praticamente em toda a imprensa espírita do país. Foi um dos maiores defensores das obras codificadas por Allan Kardec e era profundo admirador de Leon Denis.


Foi o fundador do ICEB - Instituto de Cultura Espírita do Brasil e teve grandes espíritas como amigos, assim como Carlos Imbassahy, Leopoldo Machado, Herculano Pires e outros.

Obras : Africanismo e Espiritismo; O Espiritismo eosproblemas Humanos;Espiritismo á Luz da Ciência;Espiritsmo e Criminologia; O Espiritismo e as Doutrinas Espiritualistas.

Fonte: WIKIPEDIA






ESPAÇO DO CHICO




NA CONSTRUÇÃO DO MESTRE






" Ora, vós sois o corpo do Cristo e seus membros em particular" - Paulo. ( I Corintios, 12:27)



O Evangelho não nos convida á confiança preguiçosa nos poderes do Cristo, qual se estivéssemos assalariados para funcionar em claques de adoração vazia.

O apóstolo Paulo faz-nos sentir toda a extensão da responsabilidade que nos compete á frente da Boa Nova.


Cada cristão é parte viva do corpo de princípios do Mestre, com serviço em particular.


Não te iludas, assim, fixando-te exclusivamente em afirmações labiais de fé no Senhor, sem adesão do próprio esforço ao trabalho edificante que nos foi reservado.


Sentindo,pensando, falando e agindo nessa ou naquela ocorrência, é indispensável compreender que é preciso sentir, pensar, falar e agir,como se o Mestre estivesse sentindo, pensando, falando e agindo em nós e por nós.


Alguém provavelmente dirá que isso seria atrevida superestimação de nós próprios; entretanto, apesar de nossas evidentes imperfeições, é forçoso começar a viver no Senhor para que o Senhor viva onde nos cabe viver.


Para isso, perguntemos diariamente a nós mesmos "como faria Jesus o que estamos fazendo", porque, sendo o Cristo dirigente e mentor de nossa fé, todos nós, servos dele, somos chamados , no setor da atividade individual, a definí-lo e retratá-lo com fiel expressão.


(Livro PALAVRAS DE VIDA ETERNA - Chico Xavier, pelo espírito de Emmanuel)