Loading...

sábado, 13 de agosto de 2011

MENSAGEM FRATERNA/AGOSTO/11- NOSSOS PAIS



PIEDADE FILIAL

( Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.14)



Deus disse: Honrai vosso pai e vossa mãe, a fim de viverdes por muito tempo na Terra que o Senhor vosso Deus vos dará.

Este ensinamento é uma decorrência da lei geral de caridade e de amor ao próximo e encerra o dever da piedade filial. Deus quis mostrar que ao amor, é preciso acrescentar o respeito, as atenções, as submissões e a concordância e ajudá-los nas suas necessidades, proporcionando0-lhes o repouso em seus dias de velhice e rodeá-los de atenções como fizeram conosco em nossa infância.



Desejo a todos os pais encarnados e desencarnados um " FELIZ DIA DOS PAI"


CANTINHO DO CHICO XAVIER/AGOSTO/11






COLETÂNEA DE PRONUNCIAMENTOS


( livres de qualquer comentários ou observação, para reflexões)



Do Livro Chico e Emmanuel, de Carlos A. Baccelli Uberaba -MG








" Tenho saudades do Chico que eu já fui..."

" Sob emoção forte,imaginei que estavam eles, os " meus queridos amigos residentes no arco-íris", ali ao meu lado, pela primeira vez reunidos no piso de uma casa terrestre. O frio na peça em que que nos achávamos reunidos dera lugar a um calor suave que me envolveu, e reconheci que esse aquecimento inesperado partia deles em minha direção...Com mais segurança, conscientizei-me no meu próprio corpo, a fim de ler a mensagem recebida para os circunstantes. ( Chico refere-se á primeira mensagem mediúnica recebida por ele, em 08 de julho de 1927). Mais de meio século transcorreu sobre aquele painel inesquecível. Os janeiros repetidos somaram alegrias e provas, dificuldades e esperanças..."

" Eu me sinto feliz de ser obstinadamente médium...Eu gosto de ser médium, gosto desta palavra...Quero morrer médium...É tudo o que eu quero e sempre quis ser..."


Saudades de voce, querido irmão.!

O LIVRO DOS ESPÍRITOS/ DA ALMA-MATERIALISMO/AGOSTO/11



DA ALMA / MATERIALISMO




Alma é um espírito encarnado, segundo a definição dos próprios Espíritos, na resposta á questão 134 do L.E.( Livro dos Espíritos). Allan Kardec, na Introdução da referida obra, no ítem II, chama alma ao ser imaterial e individual que em nós reside e sobrevive ao corpo. Portanto, alma é o princípio inteligente que habita o corpo físico, utilizando-o como instrumento de sua atividade no mundo material, enquanto que Espírito é a alma do desencarnado, mera questão de terminologia para facilitar o entendimento. Kardec, no comentário á questão 135a diz que o Homem é formado de três partes essenciais:




a) O corpo - ou ser material, semelhante ao dos animais e animado pelo princípio vital;


b) A alma - Espírito encarnado, do qual o corpo é a habitação;


c) O períspirito - princípio intermediário, substância semi-material, que serve de primeiro envoltório ao Espírito e une a alma ao corpo.


Na pergunta 76 do Livro dos Espíritos, Kardec pergunta aos Espíritos: Como definir os Espíritos? Resposta - Podemos dizer que os espíritos são os seres inteligentes da Criação. Eles povoam o Universo, além do mundo material.



Materialismo é a corrente doutrinária que afirma existir somente a realidade material e nada mais do que ela. Segundo seus adeptos, a realidade é exclusivamente de natureza material, sendo a " espiritual" apenas uma propriedade ou um produto da matéria. A alma é para eles um efeito e não uma causa. Deste ponto de vista, os sêres orgânicos nada mais seriam do que simplesmente ação da matéria. A inteligência, o pensamento, seriam apenas decorrências de propriedade da matéria.


Esta posição doutrinária leva os cientistas á busca da verdade segundo os padrões científicos de conhecimento do homem encarnado, portanto bastante limitados, independentemente da crença em Deus. No entanto, muitos que se proclamam adeptos dessa corrente doutrinária, são de boa formação moral, embora para eles Deus e a vida futura não existam.


O homem materialista, por lhe faltar a compreensão do futuro, procura sempre sua felicidade nos bens perecíveis e efêmeros. No entanto, embora a felicidade não esteja neste mundo, aqui encontra-se o campo infinito de realização e desenvolvimento do seu potencial.


( O Livro dos Espíritos; Curso Básico de Espiritismo, da FEESP)













O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO/ADULTÉRIO/AGOSTO/11





ADULTÉRIO E PERDÃO



Não Julgueis para não serdes julgados; pois sereis julgados conforme houverdes julgados os outros; e aplicar-se-á a vós,na mesma medida , aquilo que aplicastes contra eles.( Mateus, 7:1 e 2)


Então os escribas e os fariseus levaram-LHE uma mulher que havia sido surpreendida em adultério, e fizeram-na ficar de pé no meio do povo e disseram a Jesus: Mestre,esta mulher acaba de ser surpreendida em adultério. Moisés nos ordena na Lei, apedrejar as adúlteras. Qual é, portanto, vossa opinião a respeito disso?Eles diziam isso querendo tentá-Lo, a fim de ter do que acusá-Lo. Mas Jesus, abaixando-se, escrevia com seu dedo na areia. Como continuassem a interrogá-Lo,levantou-se e lhes disse:Aquele dentre vós que estiver sem pecado lhe atire a primeira pedra. Após isso,abaixou-se de novo e continuou a escrever na areia. Mas,eles, o tendo ouvido falar assim, retiraram-se, um após o outro, os velhos saindo primeiro. E assim Jesus permaneceu sozinho com a mulher, que estava no meio da praça.


Então Jesus, levantando-se de novo, lhe disse: Mulher, onde estão os vossos acusadores? Ninguém vos condenou? Ela Lhe disse: Não Senhor. Jesus lhe respondeu: Eu também não vos condenarei. Ide e, no futuro, não pequeis mais. ( João, 8:3 a 11 )


No Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 10 - Bem Aventurados Os Que São Misericordiosos, encontramos essa passagem bíblica ,de Jesus. Os espíritos nos ensinam que Jesus faz do perdão um dever, pois não há ninguém que dele não tenha necessidade para si mesmo, e nos ensina que, não devemos julgar os outros com tanta severidade, condenando nos outros o que em nós iríamos perdoar.


Quando censuramos os outros, temos dois motivos para isso: 1) reprimir o mal ; 2) desacreditar a pessoa cujos atos estamos criticando( esse motivo provém da maledicência e da maldade, e por isso não tem desculpa.)


É bom observarmos que Jesus não condena a mulher adultéra, mas faz uma importante recomendação: vá e não peques mais.Essa orientação do Mestre indica que todos temos oportunidades de fazer nossa reforma interior e não errar mais naquilo que já sabemos que é contrário ás leis divinas.


No Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 8,Bem- Aventurados Os Puros de Coração, ítem 5, temos a seguinte recomendação de Jesus: ..." Vos aprendestes o que foi dito aos antigos: Não cometereis adultério. Mas eu vos digo que qualquer um que tiver olhado para uma mulher cobiçando-a, já em seu coração, cometeu adultério. ( Mateus, 5:27 e 28).


A palavra adultério não deve ser entendida aqui no sentido que lhe é próprio, mas sim num sentido mais geral. Jesus empregou-a , muitas vezes, como um sentido mais amplo se referindo ao mal, ao pecado, e todo e qualquer mau pensamento, como ocorre por exemplo, nesta passagem: Por que se alguém se envergonhar de mim e de minhas palavras dentre esta geração adúltera e pecadora, o Filho do Homem também se envergonhará dele, quando vier acompanhado dos santos anjos, na glória de seu Pai ( Marcos, 8:38).


A verdadeira pureza não está apenas nos atos; está também no pensamento, pois aquele que tem puro o coração, nem mesmo pensa no mal. Foi o que Jesus quis dizer ao condenar o pecado, mesmo em pensamento, porque é um sinal de impureza, e de que é precisa esforçar-se mais para alcançar o progresso moral e espiritual, por consequência. Aquele que se compraz com o mal é porque o mal o satisfaz. O que só pensa em fazer o mal, já está em vias de progredir e o que nem pensa no mal, já realizou um progresso.


É bom lembrarmo-nos de que em qualquer situação dessas, o perdão das ofensas deve ser praticado ,pois perdoar as ofensas é mostrar que se tornou melhor do que se era antes.( E.S.E. cap.10,ítem 15)

















quinta-feira, 11 de agosto de 2011

O LIVRO DOS MÉDIUNS/ AURA HUMANA/AGOSTO/11






A AURA




A aura é o envoltório fluídico do homem, fruto das irradiações e expansões de seu períspirito. Kardec nos coloca que " cada ser tem o fluído próprio,que o envolve e o acompanha em todos os seus movimentos, como a atmosfera acompanha e envolve cada planeta. A irradiação dessas atmosferas individuais é variável, quanto á extensão; no estado de repouso completo do Espírito, pode ser de alguns passos, mas agindo á vontade, pode estender-se indefinidamente" ( O.P., " Introdução ao Estudo da Fotografia e da Telegrafia do pensamento"). Para o estudo da aura humana, convém fixar os seguintes detalhes: 1) além do corpo físico, há uma camada leitosa, emanação do próprio corpo. É a aura material, á qual se dá o nome de duplo etéreo, duplo etérico, ou aura vital, comum a todos os sêres orgânicos, existindo,portanto, nos vegetais, nos animais e nos homens. Esta aura material,emanação do nosso corpo físico, interpenetra-o, ao mesmo tempo em que parece dele emergir, emitindo, continuamente, uma emanação energética que se apresenta em forma de raios ou estrias que partem de toda a sua superfície.





2) interpretando e exteriorizando a aura material, nos homens existe uma camada fluídica, emanação do perispírito, em forma oval, formando a aura humana propriamente dita." Todos os seres vivos, dos mais rudimentares aos mais complexos se revestem de um halo energético que lhes corrrespondem á natureza. No homem, contudo, semelhante projeção surge profundamente enriquecida e modificada pelos fatores do pensamento contínuo que, em se ajustando ás emanações do campo celular, lhe modelam, em derredor da personalidade, o conhecido corpo vital ou duplo etéreo de algumas escolas espiritualistas, duplicata mais ou menos radiante da criatura.


De acôrdo com Kardec," os movimentos mais secretos da alma repercutem no envoltório fluídico" (G.E., Cap;15, ítem 15); é assim que uma alma pode ler outra alma como um livro, vendo o que não é perceptível aos olhos do corpo. Constitui, portanto, a aura humana a fotosfera psíquica do homem, apresentando cores variadas, segundo a onda mental emitida, retratando-lhe os pensamentos em cores e imagens, conforme os objetivos escolhidos, nobres ou deprimentes.André Luiz cita um aparelho do plano espiritual, o " psicoscópio", que se destina á auscultação da alma, com o poder de definir-lhe as vibrações e com capacidade para efetuar diversas observações em torno da matéria [...] a moralidade, o sentimento, a educação e o caráter são claramente perceptíveis, através de ligeira inspeção " ( Nos Domínios da Mediunidade, cap 2, pág.21-22).


A aura, finaliza André Luiz, é portanto, a nossa plataforma onipresente em toda a comunicação com as rotas alheias,ante câmara do Espírito, em todas as nossas atividades de intercâmbio com a vida que nos rodeia, através da qual somos vistos e examinados pelas Inteligências Superiores, sentidos e reconhecidos pelos nossos afins, e temidos e hostilizados ou amados e auxiliados pelos irmãos que caminham em posição inferior á nossa.


( Livro Curso de Educação Mediúnica 1.º ano - edições FEESP)






O ESPIRITISMO NA ARTE/AGOSTO/11










O ESPIRITISMO NA ARTE








A MÚSICA NO PLANO ESPIRITUAL







JULES MASSENET




1842/1912




Foi um grande compositor francês nascido em Montand, Saint-Etiene, em Paris, na França, e que compôs lindíssimas músicas, para óperas ( 26 ), balés, suites sinfônicas, concêrtos para piano.


Sua arte era encantadora, sensível, e possuia o dom da invenção melódica e o senso real do teatro.


Autor de Manon ( 1884), Le Cid ( 1885), Werther ( 1892), Dom Quixote ( 1910), Thaís ( 1894), O Jogral de Notre Dame,e outros. O espírito de Massenet( que se apresenta como " O ESTETA", ao grande discípulo de Karde, León Denis, nos revela a seguinte lição: ...que o objetivo essencial da arte, é a busca e a realização da beleza; é, ao mesmo tempo, a busca de Deus, uma vez que Deus é a fonte primeira e a realização perfeita da beleza física e moral.


Quanto mais a inteligência se purifica, se aperfeiçoa e se eleva,mais se impregna da idéia do belo. O objetivo essencial da evolução será, portanto, a busca e a conquista da beleza, a fim de realizá-la no ser e em suas obras. Tal é a regra da alma em sua ascensão infinita.


Hoje falaremos sobre a música no espaço, considerada como meio de transmissão do pensamento artístico."... Quando na Terra uma nota é tocada em tom maior, ela lhes transmitirá uma sensação de alegria plena e absoluta. Se ela é menor, ao contrário, seu cérebro experimentará uma sensação de profundidade, algumas vêzes de tristeza ou de grande dor, conforme a modulação dos acordes e o número de notas tocadas.


Portanto, a esses dois grandes princípios,maior e menor, correspondem duas sensações: alegria e dor. Entre essas notas há uma infinidade de colmbinações que, por isso mesmo, formarão imagens. Assim como o escultor forma uma imagem virtual, o grupo de notas, os acordes, segundo sejam modulados em maior ou menor, formarão por seu estilo uma série de pensamentos que se tornam mais ou menos compreensíveis de acordo com a evolução dos tipos de música.


Eis, portanto, um ponto estabelecido: as artes plásticas formam imagens e a arte das ondas musicais forma, igualmente, imagens, porém imagens mais sutis, cujo conteúdo é mais frágil e a compreensão mais delicada.


Conforme a evolução dos seres, essa compreensão será mais profunda ou mais superficial. É por isso que frequentemente no globo terrestre um ser de cultura média será impressionado, enquanto que seu cérebro permanecerá refratário quando ele quizer utilizar o alfabeto para expressar seus pensamentos por meio das ondas que vocês classificam como musicais.


No espaço, como vocês sabem,não possuímos instrumentos; são nossos perispíritos que recebem as ondas transmissoras do pensamento musical. Também será preciso impregnar diretamente os seres que devem receber ondas dessa natureza. Assim como os outros artístas, o espírito evoluído no sentido musical, e que pode experimentar sensações infinitamente suaves e sutis, pode também transmití-las com o auxílio dos seus instrumentos, e por intermédio do cérebro de um dos seus intérpretes. ( O Esteta).


( trechos do livro " O ESPIRITISMO NA ARTE", psicografia de León Denis( discípulo de Kardec), pelo espírito O ESTETA ( Massenet).






sábado, 6 de agosto de 2011

Aprendizes do Evangelho/Agosto/11





OS SONHOS DE JACÓ




Interpretação da Doutrina Espírita





Jacó era filho de Isaac ( um dos filhos de Abraão) e filho de Rebeca, irmã de Labão. Tinha também um irmão gêmeo que se chamava Esaú, e que tinha nascido primeiro que Jacó, e portanto tinha direito á primogenitura e trocou-a por um prato de lentilhas com Jacó.



O pai de Jacó envia-o á cidade de Harã, onde morava seu tio Labão, para escolher uma espôsa hebraica.



Durante a viagem, Jacó teve o famoso sonho da escada que se erguia da Terra e os anjos de Deus subiam e desciam por ela. A doutrina espírita nos explica que esse sonho representa o processo de EVOLUÇÃO DOS ESPÍRITOS na Terra), ou seja, é o processo da REENCARNAÇÃO, onde os espíritos encarnados regressam á pátria espiritual, subindo os degraus da evolução, e retornam, descendo á Terra para novos estágios de progresso espiritual.

Em Harã, conhece sua prima Raquel por quem se apaixona. Serve a Labão por sete anos para recebê-la em casamento,mas Labão,astuciosamenete, em lugar de Raquel lhe deu Lia, a irmã mais velha. Depois de uma semana nupcial, Labão entregou-lhe também Raquel, mas Jacó precisou servir-lhe por mais sete anos.
Na sua volta para Canaã, Jacó teve outro sonho, em que lutou com um anjo até o amanhecer. Como não foi vencido, o anjo deu-lhe o nome de ISRAEL e lhe disse que esse seria o seu nome daí em diante, pois dos seus descendentes ( que seriam 12 ) se originariam as 12 tribos de Israel. Na divisão de Canaã,cada um dos quinhãos recebeu o nome de um dos filhos de Jacó. Esta é a origem do povo de Israel.


Esse sonho, segundo São Jerônimo ( um estudioso e compilador da 1.ª Bíblia em latim), é uma miragem do combate espiritual e perseverante do homem com as suas inferioridades (I Reforma Ìntima, como hoje chamamos).



Importante lembrar que todos nós, segundo a Doutrina Espírita, precisamos segundo Jesus, " Orar e Vigiar" nossos pensamentos, pois os bons pensamentos atraem para junto de nós os bons espíritos que nos aconselham para uma vida no bem; os nossos maus pensamentos, atraem espíritos que se comprazem no mal e se aproveitam desses momentos de nossas fragilidades, para nos influenciar para o mau caminho.



A oração somente não os afasta,é preciso termos uma vida pautada na prática incessante do bem, no estudo da doutrina de Jesus através doutrina espírita, e na fé e na coragem para resistirmos. O Espiritismo nos abre a mente para essa nova visão, a fim de alcançarmos o progresso moral e intelectual.
(O Livro Curso dos Aprendizes do Evangelho, 1.ºano, edição da FEESP)

Personalidades Espíritas/Agosto/11

BEZERRA DE MENEZES


29 de Agosto de 1831- comemoração


O médico dos pobres e patrono espiritual do Brasil


"Fraternidade dos Humildes"

corrente espiritual de cura




Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti nasceu na Freguesia do Riacho, hoje Jaguaretama ( Ceará- Brasil). Educado dentro de padrões morais rígidos. formou-se em 1856 pela FAculdade de Medicina do Rio de Janeiroe tornou-se mais que um médico: " missionário" e dizia sempre " Um médico não tem o direito de terminar uma refeição, nem de perguntar se é longe ou perto, quando um aflito qualquer lhe bate á portra". Para ele, o doente representava o anjo da caridade que lhe vinha fazer uma visita e lhe trazia a única moeda que podia saciar a sede de riqueza do Espírito. Seus gestos de bondade e sua infatigável compaixão tornaram-se lendários.


Por alguns anos de sua vida dedicou-se á política e a publicações em jornais importantes do Brasil Império,mas em 1886 converteu-se ao Espiritismo ( sua origem era católica) depois de apreciar um livro que recebera de um amigo e que era O LIVRO DOS ESPÍRITOS, de Allan Kardec, e sentiu que já conhecia tudo o que lera. Passou então a dedicar-se ao Espiritismo, tornando-se anos mais tardepresidente da Federação Espírita Brasileira (FEB), hoje com séde em Brasília.


Mas importante é destacar asua humildade, carinho e abnegação na cura dos mais necessitados e que precisavam curar-se de tantas doenças e não tinham como lhe pagar. Não cobrava nada dos pobres e dava-lhes o que precisavam, comida, remédios, cobertores e apalavra amiga. Viveu em extrema pobreza, vivendo de doações e de alguns amigos que pagavam as consultas .


Em 1900 foi acometido de um derrame cerebral,em 11 de abril, quando então desencarna no Rio de Janeiro, onde viveu com sua espôsa.


Já na espiritualidade, é recebido diretamente por Maria de Nazaré,a quem se devotou toda a sua vida, e pede á mãe santíssima para continuar a cuidar dos doentes , na Terra, o que lhe foi concedido. Hoje juntamente com as Caravanas Socorristas de Maria,vem com sua "Fraternidade dos Humildes", socorrer os doentes, operando verdadeiras curas espirituais.


Oração de Bezerra de Menezes


Nós vos rogamos, Pai de Infinita Bondade e Justiça,


As graças de Jesus Cristo,através de Bezerra de Menezes


e suas legiões de companheiros.


Que Eles nos assistam, Senhor Deus,


Consolando os aflitos, curando aqueles que se tornem merecedorres,


confortando aqueles que tiveram suas provas e expiações a passar,


esclarecendo aos que desejarem conhecer a " Verdade "


E assistindo a todos quantos apelam ao vosso infinito Amor.


Jesus , Divino portador da graça e da verdade,estendei vossas mãos dadivosas


em socorro daqueles que vos reconhecem o despenseiro fiel e prudente;


Fazei-o, Divino Modelo, através de vossas legiões consoladoras,


de vossos Santos Espíritos, a fim de que a fé se eleve, a esperança aumente,


a bondade se expanda e o amor triunfe sobre todas as causas.


Bezerra de Menezes,médico espiritual, apóstolo do bem e da paz,


amigo dos humildes e dos enfermos, movimentai as vossas falanges amigas


em benefício daqueles que sofrem, sejam males do corpo físico ou da alma.


Santos Espíritos, Obreiros de Senhor, derramai as graças e as curas


sobre a humanidade sofredora, a fim de que as criaturas se tornem


amigas da paz e do conhecimento, da harmonia e do perdão,


semeando pelo mundo os divinos exemplos de Jesus Cristo.


Assim seja!


( orar de preferência ás 18 h e ás 21 h, horário de Maria)