Loading...

domingo, 2 de outubro de 2011

LIVRO DOS ESPÍRITOS/OUTUBRO/11






RESSUREIÇÃO E REENCARNAÇÃO










"Aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus"





( João, 3:3)




Ressureição, em grego Anástasis, significa surgir, levantar, erguer, sair de um local ou de uma situação para outra. Foi traduzida para o latim como ressurectio, o ato de ressurgir, voltar á vida, reanimar-se, uma conotação já não muito fiel ao original. Daí o fato de, biblicamente falando, o termo ressureição ter sido interpretado em Mateus com o sentido de ressurgir dos mortos ( Mt,Cap.22:28,30 , 31). Exceto os saduceus que pensavam que tudo acabava com a morte, a ressureição fazia parte dos dogmas dos hebreus (ESE, cap.IV, item 4) e da sua escatologia( filosofia que busca explicar o destino último do homem: céu, inferno , ressureição, juizo final, etc.).



Naquela época, os fenômenos mediúnicos, particularmenete os da vidência e da materialização, existiam como hoje, porém as idéias dos judeus sobre esse ponto, como sobre muitos outros, não estavam claramente definidas, porque não tinham senão noções vagas e incompletas sobre a alma e sua ligação com o corpo (ESE, cap.IV, item 4).



Eles acreditavam que um homem que viveu podia reviver sem se inteirarem com precisão da maneira pelo qual o fato podia ocorrer; designavam pela palavra ressureição o que o Espiritismo mais judiciosamente, chama reencarnação.



Com efeito, a ressureição supõe o retorno á vida do corpo que morreu, o que a Ciência demonstra ser materialamente impossível, sobretudo quando os elementos desse corpo estão, desde há muito, dispersos e absorvidos (ESE, cap.IV, item 4).



Em todos os casos em que ocorreram supostamente ressureições, o Mestre enfatizou que essas pessoas não estavam mortas, mas apenas dormiam. Como naquele tempo não se conheciam mortes aparentes, causadas pela letargia ou catalepsia, essas pessoas puderam voltar á vida, passando, nesses casos, aos olhos atônitos do povo como autênticas ressureições.



O mesmo termo foi aplicado para explicar as dez aparições de Jesus, em Jerusalém e circunvizinhanças, a partir do terceiro dia ( Lucas 24:44-48;Jo 20:11-23;Jo 21: 15-22 e Atos dos apóstolos 1: 3-8) após a crucificação e durante os quarenta dias seguintes, confirmando o que estava previsto pelos profetas nas escrituras do Velho Testamento.



Aparições de Jesus:



1) ás mulheres no caminho de volta da visita ao sepulcro2) á Maria Madalena quando ficou a sós ao retornar do sepulcro 3) aos dois discípulis que iam a Emaús 4) A Simão Pedro 5) Aos discípulos todos, menos a Tomé 6) Oito dias depois, a todos os discípulos estando presente Tomé 7) A sete discípulos que pescavam no mar da Galiléia 8) Sobre um monte na Galiléia a 500 pessoas 9) A Tiago, não se sabe em que local 10) Na chamada ascensão, quando Jesus levou os discípulos de volta a Betânia e os abençoou despedindo-se deles.



Reencarnação, conforme a própria palavra indica, significa retomar, readquirir a carne novamente; tem um sentido bem mais preciso e diferente de ressureição. A reencarnação significa a volta á vida corpórea, mas em um outro corpo, sem qualquer espécie de ligação com o anterior. Não há necessidade de a alma retomar seu antigo corpo, uma vez que o Espírito tem sempre diante de sí a oportunidade de adquirir novo organismo físico, sem afrontar as leis naturais, reencarnando tantas vêzes quantas forem necessárias ao seu aperfeiçoamento espiritual.



E os discípulos lhe perguntaram dizendo: pois por que dizem os escribas que importa vir Elias primeiro? Mas Ele, respondendo-lhes disse: Elias certamente háde vir, e restabelecerá todas as coisas; digo-vos, porém, que Elias já veio, e eles não o conheceram, antes fizeram com ele quanto quizeram. Assim também o Filho do homem há de padecer ás suas mãos. Então conheceram os discípulos que de João Batista é que Ele lhes falou( Mateus 17: 10-13).



Em Mateus 17:10 a 13 e Marcos 9:11 a 13,faz-se alusão ao fato de que João Batista era Elias.



( Fonte: Livro dos Espíritos, de Allan Kardec e Curso Básico de Espiritismo 1.º ano, da FEESP)





Nenhum comentário:

Postar um comentário