Loading...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

ANUNCIAÇÃO - ANJO GABRIEL








O SONHO E O ANJO GABRIEL








A expectativa por um Messias nacional, nesse tempo,era geral na Palestina, região agravada pela pesada ocupação romana, que repercutia também, fundamentalmente no Templo, por causa da redução de autoridade e de prestígio do clero, até então dominante e arbitrário; e uma tarde, dias antes de sua indicação, estando Myriam sozinha em uma das dependências do Templo, recordando o quanto também sofrera seu progenitor com essa situação e as preces que fazia pela libertação de Israel, adormeceu e teve um sonho, ou melhor dito, uma visão ( pois era dotada de aprimoradas faculdades psíquicas) durante a qual um anjo a visitou e a saudou como predestinada a gerar o Messias esperado.

Atemorizada, guardou silêncio sobre o ocorrido, mas seus temores aumentaram quando, como era de praxe, foi escolhida pela sorte para esposa do pretendente Joseph, também pertencente á família de David, em cuja linhagem pelas Escrituras, o Messias nacional deveria nascer.

Este fato, para ela, foi uma evidente confirmação da visão que tivera e das palavras do anjo que a visitara, e seu espírito ingênuo e místico compreendeu que suas aquiescência áquele consórcio era imperativa.

A partir de sua chegada a Nazareth, e após as comemorações rituais das bodas cerimoniais que, segundo os costumes, duravam vários dias, dedicou-se aos afazeres domésticos sem poder, contudo esquivar-se á lembrança dos acontecimentos do Templo;e a vida do casal, desde o primeiro dia, ressentiu-se daquelas apreensões e temores.

Foi-se retraindo o mais que pôde da vida social e das intimidades domésticas, recolhendo-se a prolongadas meditações e alheiamentos, a ponto de provocar reprovações de conhecidos, parentes e familiares.

...por fim, sentindo-se grávida, confessou seus temores a Joseph, de cuja paternal bondade estava certa poder esperar auxílio e compreensão.

Apesar de surpreendido com a revelação, Joseph, dentro da sensatez que lhe era atributo sólido, guardou silêncio, aguardando o perpassar dos dias, mas estando evoluindo para termos finais a gestação, resolver levar a jovem espôsa para Belém ( Bethleem-Eufrates), onde ela ficaria sob os cuidados maternais de sua tia Sara.

( O "Redentor" - Edgard Armond)









Nenhum comentário:

Postar um comentário