Loading...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

OS PASTORES E A CONJUNÇÃO DOS CORPOS CELESTES









A ESTRANHA E IMPREVISTA CONJUNÇÃO DE CORPOS CELESTES









Algum tempo antes do nascimento, tanto na Palestina, como nos países vizinhos e no Oriente, correu o aviso, dado pelos sábios assírios e caldeus entendidos em astrologia, que estava se formando, em dado ponto do Zodíaco, uma estranha e imprevista conjunção de corpos celestes: aproximavam-se Júpiter, Saturno e Marte.


Isso, diziam eles, era sinal de acontecimentos graves, podendo sobrevir cataclimas e sofrimentos imprevisíveis.


Por isso, em toda parte, o povo, ansioso e atemorizado, prescrutava os céus, noites seguidas, na expectativa das desgraças anunciadas.


Mas os sacerdotes do Templo de Jerusalém sabiam que era chegada a época do nascimento do Messias de Israel e se rejubilavam esperançosos, enquanto Herodes - chamado o Grande - no seu palácio de mármore e pedra escura, de Jericó, ou em Jerusalém, remordia-se de inquietações, na suposição de que tal acontecimento lhe roubasse o trono e o poder, dados por César, poeque as esperanças e desejos do povo, bem sabia, eram para um Messias nacional, que assumisse o poder em Israel, proclamando-se rei e expulsasse os romanos invasores.


A expectativa nas terras pagãs eram profundas, Grécia, Egito, Arábia, Pérsia e Ìndia, todos sabiam que um acontecimento mudaria os destinos do mundo.


Até que enfim, numa dessas noites frias e estreladas do inverno palestino, quando na profundidade dos espaços siderais, se completava a conjunção insólita, as vibrações celestiais desceram sobre Beléme envonveram a casa humilde onde o Menino-Luz estava nascendo.


E os pastores rústicos, enrodilhados nos seus mantos, nas encostas dos montes próximos, beneficiados de incrível lucidez, viram os clarões luminosos que desciam do céu, e ouviram o coro inaudível dos Espíritos clamando, para todo o mundo:"Glória a Deus nas alturas e paz na Terra aos homens de boa vontade"


(Livro " O REDENTOR" - EDGARD ARMOND)


E assim, mais uma vez, as forças das trevas foram vencidas.........

Nenhum comentário:

Postar um comentário