Loading...

sábado, 16 de julho de 2011

LEI DE DESTRUIÇÃO/O LIVRO DOS ESPÍRITOS/JULHO/11






FLAGELOS DESTRUIDORES




No livro dos Espíritos encontramos respostas sobre o porque da humanidade passar por tantos desastres naturais, que levam á morte coletiva, á miséria, á perda de bens materiais, etc. Vejamos:



L.E.,pergunta 737. Com que fim Deus castiga a Humanidade com flagelos destruidores?



- Para fazê-la avançar mais depressa. Não dissemos que a destruição é necessária para a regeneração moral dos Espíritos, que adquirem em cada nova existência um novo grau de perfeição. É necessário ver o fim para apreciar os resultados. Só julgais essas coisas do vosso ponto de vista pessoal, e as chamais de flagelos por causa dos prejuízos que vos causam; mas esses transtornos são frequentemente necessários para fazerem com que as coisas cheguem mais prontamente a uma ordem melhor, realizando-se em alguns anos o que necessitaria de muitos séculos.



Na pergunta 740, do L.E. - Os flagelos não seriam igualmente provas morais para o homem, pondo-os ás voltas com necessidades mais duras?



- Os flagelos são provas que proporcionam ao homem a ocasião de exercitar a inteligência, de mostrar a sua paciência e a sua resignação ante a vontade de Deus, ao mesmo tempo que lhe permitem desenvolver os sentimentos de abnegação, de desinteresse próprio e de amor ao próximo, se ele não for dominado pelo egoísmo.



Muitos flagelos são consequências da imprevidência do homem, mas os flagelos que afligem a humanidade, são de natureza geral e pertencem aos desígnios de Deus.( TSUNAMIS, TERREMOTOS, MAREMOTOS, ETC).



Há dois tipos de destruição: a destruição natural e a destruição abusiva.A destruição natural opera-se com o objetivo de manter o equilíbrio dos ecosistemas, como por exemplo,na morte natural dos corpos em velhice,nos incêndios naturais das matas que dizimam pragas, na erupção dos vulcões, nos terremotos, nas cheias dos rios, que regulam os ciclos de renovação da vida.



Já a destruição abusiva,que exprime faces diferentes da violência,é aquela provocada de forma predatória, com fins egoísticos, a pretexto de prover o sustento alimentar ou para satisfazer paixões e necessidades supérfluas, a exemplo do consumismo desenfreado,das caçadas de animais,das touradas, do assassinato, do suicídio e do aborto ilícito, das guerras,etc.



As leis divinas são perfeitas! Á medida que o homem atingir a evolução intelectual e moral, a necessidade de destruição tende a desaparecer,á proporção que adquira senso moral, desenvolvimento da sensibilidade e tome aversão á violência.



(Fonte:O Livro dos Espíritos Capítulo VI - Lei da Destruição e Revista " REFORMADOR" - FEB - fevereiro de 2011, artigo de Christriano Torchi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário