Loading...

sábado, 13 de agosto de 2011

O LIVRO DOS ESPÍRITOS/ DA ALMA-MATERIALISMO/AGOSTO/11



DA ALMA / MATERIALISMO




Alma é um espírito encarnado, segundo a definição dos próprios Espíritos, na resposta á questão 134 do L.E.( Livro dos Espíritos). Allan Kardec, na Introdução da referida obra, no ítem II, chama alma ao ser imaterial e individual que em nós reside e sobrevive ao corpo. Portanto, alma é o princípio inteligente que habita o corpo físico, utilizando-o como instrumento de sua atividade no mundo material, enquanto que Espírito é a alma do desencarnado, mera questão de terminologia para facilitar o entendimento. Kardec, no comentário á questão 135a diz que o Homem é formado de três partes essenciais:




a) O corpo - ou ser material, semelhante ao dos animais e animado pelo princípio vital;


b) A alma - Espírito encarnado, do qual o corpo é a habitação;


c) O períspirito - princípio intermediário, substância semi-material, que serve de primeiro envoltório ao Espírito e une a alma ao corpo.


Na pergunta 76 do Livro dos Espíritos, Kardec pergunta aos Espíritos: Como definir os Espíritos? Resposta - Podemos dizer que os espíritos são os seres inteligentes da Criação. Eles povoam o Universo, além do mundo material.



Materialismo é a corrente doutrinária que afirma existir somente a realidade material e nada mais do que ela. Segundo seus adeptos, a realidade é exclusivamente de natureza material, sendo a " espiritual" apenas uma propriedade ou um produto da matéria. A alma é para eles um efeito e não uma causa. Deste ponto de vista, os sêres orgânicos nada mais seriam do que simplesmente ação da matéria. A inteligência, o pensamento, seriam apenas decorrências de propriedade da matéria.


Esta posição doutrinária leva os cientistas á busca da verdade segundo os padrões científicos de conhecimento do homem encarnado, portanto bastante limitados, independentemente da crença em Deus. No entanto, muitos que se proclamam adeptos dessa corrente doutrinária, são de boa formação moral, embora para eles Deus e a vida futura não existam.


O homem materialista, por lhe faltar a compreensão do futuro, procura sempre sua felicidade nos bens perecíveis e efêmeros. No entanto, embora a felicidade não esteja neste mundo, aqui encontra-se o campo infinito de realização e desenvolvimento do seu potencial.


( O Livro dos Espíritos; Curso Básico de Espiritismo, da FEESP)













Nenhum comentário:

Postar um comentário