Loading...

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

O ESPIRITISMO NA ARTE/AGOSTO/11










O ESPIRITISMO NA ARTE








A MÚSICA NO PLANO ESPIRITUAL







JULES MASSENET




1842/1912




Foi um grande compositor francês nascido em Montand, Saint-Etiene, em Paris, na França, e que compôs lindíssimas músicas, para óperas ( 26 ), balés, suites sinfônicas, concêrtos para piano.


Sua arte era encantadora, sensível, e possuia o dom da invenção melódica e o senso real do teatro.


Autor de Manon ( 1884), Le Cid ( 1885), Werther ( 1892), Dom Quixote ( 1910), Thaís ( 1894), O Jogral de Notre Dame,e outros. O espírito de Massenet( que se apresenta como " O ESTETA", ao grande discípulo de Karde, León Denis, nos revela a seguinte lição: ...que o objetivo essencial da arte, é a busca e a realização da beleza; é, ao mesmo tempo, a busca de Deus, uma vez que Deus é a fonte primeira e a realização perfeita da beleza física e moral.


Quanto mais a inteligência se purifica, se aperfeiçoa e se eleva,mais se impregna da idéia do belo. O objetivo essencial da evolução será, portanto, a busca e a conquista da beleza, a fim de realizá-la no ser e em suas obras. Tal é a regra da alma em sua ascensão infinita.


Hoje falaremos sobre a música no espaço, considerada como meio de transmissão do pensamento artístico."... Quando na Terra uma nota é tocada em tom maior, ela lhes transmitirá uma sensação de alegria plena e absoluta. Se ela é menor, ao contrário, seu cérebro experimentará uma sensação de profundidade, algumas vêzes de tristeza ou de grande dor, conforme a modulação dos acordes e o número de notas tocadas.


Portanto, a esses dois grandes princípios,maior e menor, correspondem duas sensações: alegria e dor. Entre essas notas há uma infinidade de colmbinações que, por isso mesmo, formarão imagens. Assim como o escultor forma uma imagem virtual, o grupo de notas, os acordes, segundo sejam modulados em maior ou menor, formarão por seu estilo uma série de pensamentos que se tornam mais ou menos compreensíveis de acordo com a evolução dos tipos de música.


Eis, portanto, um ponto estabelecido: as artes plásticas formam imagens e a arte das ondas musicais forma, igualmente, imagens, porém imagens mais sutis, cujo conteúdo é mais frágil e a compreensão mais delicada.


Conforme a evolução dos seres, essa compreensão será mais profunda ou mais superficial. É por isso que frequentemente no globo terrestre um ser de cultura média será impressionado, enquanto que seu cérebro permanecerá refratário quando ele quizer utilizar o alfabeto para expressar seus pensamentos por meio das ondas que vocês classificam como musicais.


No espaço, como vocês sabem,não possuímos instrumentos; são nossos perispíritos que recebem as ondas transmissoras do pensamento musical. Também será preciso impregnar diretamente os seres que devem receber ondas dessa natureza. Assim como os outros artístas, o espírito evoluído no sentido musical, e que pode experimentar sensações infinitamente suaves e sutis, pode também transmití-las com o auxílio dos seus instrumentos, e por intermédio do cérebro de um dos seus intérpretes. ( O Esteta).


( trechos do livro " O ESPIRITISMO NA ARTE", psicografia de León Denis( discípulo de Kardec), pelo espírito O ESTETA ( Massenet).






Nenhum comentário:

Postar um comentário